Postagens populares

sexta-feira, 30 de agosto de 2013

A fascinação pelos absorventes!!

Se tem uma coisa que eu gosto mesmo, é pegar os absorventes no banheiro da mamãe pra brincar. Eu saio espalhando pela casa inteira. Ele são levinhos, fazem barulho; é muito divertido. Mamãe sempre deixa um pra eu brincar, mas eu quero o pacote inteiro!!! Pra variar, eu estava brincando super empolgada, e resolvi dar uma disfarçada quando a mamãe foi me filmar!!! Eu gosto de me fazer de difícil, rsrsrsrsrs. Eram dois vídeos, mas um tá dando erro em carregar...
Lambeijos da Liz!




video

quinta-feira, 29 de agosto de 2013

O rato despedaçado

Amiguinhos, aqui em casa é cheio de ratinhos de brinquedo e bolinhas espalhados pela casa. O que eu gosto de brincar, é um ratinho que já tá se despedaçando; mas como ele está com o rabinho bem mais comprido, eu acho ele o mais legal para jogar para todos os lados. Claro que eu fico brincando super empolgada daí quando mamãe vai filmar, eu disfarço...
Lambeijos, Liz

video

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Minha mãe não me entende!

Amiguinhos, mamãe não em entende. Se eu quero usar a tampa do lixo pra fazer de cama, qual o problema? Eu vou lá, viro o lixo pra usar a tampa e a mamãe, é só eu sair, pra levantar o lixo e botar a tampa no lugar de volta. Eu quero a tampa do lixo como caminha; por que é tão difícil entender???!!! Lambeijos, Liz!




sábado, 24 de agosto de 2013

A gordinha

Amiguinhos, andamos com uns contratempos... mas to de volta no blog.. e com um pesinho a mais... é, to meio gordinha... e mamãe resolveu me expor, daqui a pouco sofro bulling... mas não tem problema nenhum de ser gordinha... é excesso de fofura e gostosura viu?! Lambeijos da Liz.
Galera com preguiça na cama da mamãe

E a gordinha com sono..

Mamãe é louca pelos meus chulezinhos...

Meu chulézinho.. como não amar?

Mamãe expondo meus excessos de fofice!!!

E beijos para meus leitores, fãs e admiradores!!!

sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Frango e Belinda (a baleia cantora) - Mais gatinhos adotados e felizes!

E na sexta-feira a gente adora receber visita. Mande a história de adoção do seu gatinho pra gente: leti.antropo@gmail.com
Hoje é dia de conhecer o Frango e a Belinda, continuando a história dos filhos gatos da Ana Karynne.

Mais uma vez tinha decidido sair dos resgatinhos e estava em casa jogando já tarde da noite quando ouvi os miadinhos, soltei aquele velho palavrão e fui, rs. 3 refém-nascidos, em cima de uma sinuca e uma turma de bêbados tentando acertar, catei os gatinhos correndo e depois de um barraco subi. Perdi uma fêmea na primeira noite, consegui segurar o casal restante. Uma fêmea que ficou parecendo uma vaquinha holandesa e um macho magrelo e desengonçado, que claro ninguém quis e ficou comigo! O Frango! Mordedor, vive machucado de brigas com Mendigo e uma fera pra qualquer medicação, então...ficou, tem um andar de caminhão com feixe de molas quebrado e apesar de todos os problemas de comportamento, adora visitas! E tem sido o preferido de Mariana ( tadinho, ela é uma Felícia)!


                               Foco no Frango já se chegando! Se a mãe é gateira, a filha é gateira! :-)


Belinda foi outra que veio e ficou, a quarta cavaleira do apocalipse! Jogada da janela de um carro na frente do meu na BR, quase passei por cima, e ela nunca mais confiou em estranhos, ninguém vê Belinda nas primeiras visitas aqui em casa. O nome tirei de uma estória de quando era criança, sobre uma baleia que cantava ópera; depois de banhada e sem pulgas, ela gritava desesperada por comida e dormia ainda comendo, rs, Não mudou nada. Come feito maluca, morre de ciúmes do Frango e odeia qualquer tipo de mudança no ambiente, nesses quase sete meses nunca se aproximou da Mariana...


Gatos: Belinda Frango
Tutora: Ana Karynne
Cidade: Fortaleza-CE




sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Alexia e Fortuna (Mu) - Duas lindas! Adote um amor você também!

Amiguinhos, como hoje é sexta-feira, é dia de receber visitas lindas e chameguentas no nosso bloguinho. Hoje será o dia da Alexia e da Fortuna... A Fortuna também foi adotada aqui em casa; ela vivia num cemitério onde as pessoas abandonam e maltratam muitos bichinhos. Quando a mamãe recolheu ela, ela tinha uns 10 a 15 dias de vida; mamãe trouxe ela e mais 2 bebês, mas só a Fortuna sobreviveu. Ela ficou com um probleminha num olhinho, mas mesmo assim, seu papai quis adotá-la. Afinal, o que vale é o amor, não é. Adote você também uma, duas, três fofuras felinas ou se já adotou, mande a história pro nosso blog. Vamos conhecer as histórias delas?
Ass. Liz
Lambeijos

DEPOIMENTO DE ADOÇÃO ALEXIA E FORTUNA(MU)
Sempre gostei de animais, mas sempre tive mais afeição por cães. Quando morava com meus pais no interior nós tínhamos 2 cães e um gato. Quando me mudei pra trabalhar em Fortaleza a opção mais viável foi morar em apartamento devido à maior “segurança”pois as vezes viajava e o AP teria que ficar só e em condomínio fechado isso é mais seguro. Enfim, por esse fato e pelo fato de viver muito tempo fora de casa trabalhando, a possibilidade de dar atenção à um cão ficava muito complicada e eu tinha muito receio de criar gatos por causa da minha rinite alérgica.
Certo dia minha namorada, eu, e um casal de amigos nosso, que adora gatos, tem 3 em casa, fomos à uma churrascaria que a gente sempre frequenta, daí bebida vem conversa vai então apareceu  aquela coisinha pequenina no nosso pés, magrinha pedindo comida, demos alguns aperitivos à ela que logo começou a brincar com nosso pés. Ela praticamente ficou perto da gente o tempo todo que estivemos lá, então chega a hora de ir embora, o casal de amigos que adora gatos estava morrendo de pena porque não poderia leva-la pra casa, daí surgiu a ideia, “ bem que você poderia ficar com ela” , resisti um pouco, mas acabei ficando.
No dia seguinte comprei caixa de areia, comedouros e ração pra filhote, a gatinha ainda um pouco assustada foi aos pouco se achegando e conquistamo-nos um ao outro, foi batizada de Alexia em referência a churrascaria do Alex onde a encontramos.
Passado cerca de um mês com ela, percebi que ela se sentia muito sozinha já que nós aqui de casa passamos mais tempo fora do que em casa, foi aí que surgiu a ideia de adotar mais uma Bebê a priori pra fazer companhia à Alexia.
Sábado à noite conversando com essa amiga nossa, a mesma do restaurante, ela me mostrou algumas gatinhas pra adoção numa pagina do facebock , olhei algumas e me apaixonei por uma gatinha branquinha com manchinhas pretas na cabeça e que comia mamão e se deitava toda à vontade, tinha como nome de batismo Fortuna.
No dia seguinte pela manhã entrei em contato e à tarde fui logo pegar a Fortuna, queria logo ter ela aqui em casa, fui conhecê-la,passei pela entrevista e todos os trâmites da adoção.
Quando adotei a Fortuna ela ainda estava se recuperando de uma gripe, espirrava de vez em quando e tinha um olhinho meio opaco devido à uma infecção ocular que teve anteriormente, nada disso influenciou negativamente na decisão de tê-la adotado, cuidei bem dela, ela melhorou até ficar completamente sarada.
A Alexia e Fortuna  no início não se deram muito bem, brigavam muito, mas nada que o tempo não resolva. Hoje as duas são uma das alegrias da minha vida, vivem brincando, e só quem tem gato sabe como é gratificante você passar o dia inteiro no trabalho e quando chegar em casa à noite ter as suas Bebes lhe esperando no pé da porta pra lhe encher de carinho. Hoje não posso mais ver gatinhos em fotos ou na rua que dá vontade de levar pra casa.

 Com o tempo passei a chamar a Fortuna de “Mu” ( em referencia ao anime cavaleiros do zodíaco onde existia um cavaleiro de ouro chamado Mu de áries que tinhas dois pontinhos pretos  na testa como a Fortuna tem). E a minha rinite alérgica não me perturba mais como antes, de certa forma parece que foi como um tratamento homeopático,  adquiri  resistência e a rinite não me incomoda mais como antes.

Tutor: Fernando Sousa
Gatinhas: Alexia e Mu (Fortuna)
Cidade: Fortaleza-CE

Alexia quando chegou

Fortuna e Alexia - primeiros contatos

Alexia e Mu hoje em dia

Alexia atualmente

Mu (Fortuna) atualmente



sexta-feira, 9 de agosto de 2013

Pank, a levada... Mais uma história de adoção!

Hoje a história de adoção é de uma menina muito linda e levada, a Pank Rodrigues. Dessa vez, a mamãe vai falar um pouquinho também, porque a Punk, que virou Pank, viveu em Lar Temporário aqui em casa... Ah, e não esquece; adote um gatinho lindo você também... Se já adotou, manda a história dele pra mamãe: leti.antropo@gmail.com

Ass. Liz Taylor

"Recolhi a Punk no Parque das Crianças... era uma menina levada, na época a única petitinha, seguia todo mundo que passava e queria carinho e brincadeira a todo custo. Sabendo que gatinhos filhotes na rua que seguem pessoas muitas vezes são chutados, porque as pessoas são ignorantes, eu resolvi trazê-la pra casa; mesmo sabendo quão difícil é doar os pretinhos e já tendo vários 'encalhadinhos' em casa. O nome nem podia ser outro, Punk Brewster, a Levada da Breca kkkkkk... porque ela era elétrica, sempre feliz e meiga... ela tinha uns 40 dias. Compartilhando, compartilhando, um dia a amiga Geane disse que uma amiga dela queria, mas morava em outra cidade. Sempre tenho receios de doar para fora de Fortaleza, mas confio na Geane e sei da responsabilidade dela... Hoje é já é uma mocinha, já foi esterilizada e vive completamente feliz"
Letícia

Agora a Pank nas palavras de sua mamãe Febe e em suas próprias palavras:

Como começar a falar de uma fofura que entrou na minha vida assim sem pedir licença, e logo mudou minha vida... é muito bom passar meus dias com ela, muito meiga, brincalhona, sapeca, morde a mamãe quando quer algo e quando chegar gente lá em casa tamb com ciúmes rsrsrsrs..como diz sua madrinha a Pank é uma cachorra, de fato ela faz coisas incríveis como querer tomar banho de chuveiro,me acorda de manhã com seu fucinho geladinho que não tem coisa melhor no mundo,não tem preço, vive na janela distribuindo simpatia, passa o dia atrás de mim; realmente uma companheira, Assim é minha filha de 4 patas que adotei ainda pequenina que me dá amor e carinho todas as horas sem eu pedir. (Febe)

Minhas fotinhas que mamãe tira como sou linda...agradecendo a tia Letícia por ter me doado pra minha mamãe agora sou muito feliz rsrs Ass:Pank Rodrigues...

Gatinha: Pank Rodrigues
Tutora: Febe Rodrigues
Cidade: Pacajus - CE










quinta-feira, 8 de agosto de 2013

A volta da Flor

Com a visita da Fanny, Florinda resolveu sair do quintal e voltar para dentro de casa. Bate nos outros gatos, mas com as pessoas é um amor...

fazendo dengo

fazendo dengo

com a tia Fanny

olhem como eu cresci

sábado, 3 de agosto de 2013

MMGato

Nessa incrível batalha, Tigre, o fofo contra Liz, a linda!!! (Mais uma vez, desculpem por ter esquecido de tirar o som da TV; tirem o som pra assistir kkkk)
video

sexta-feira, 2 de agosto de 2013

E hoje é o dia da Vitória, a Vivi - Adote você também!

E hoje tem mais uma história de final feliz no nosso bloguinho; mais um dos gatinhos da tia Luana, a Vivi... E você, por que não adota um gatinho? É tudo de bom! Ah, já adotou? Então manda a história pra gente e mostre a todos como é bom adotar. Mande a história do seu gatinho e tudo de bom que ele trás pra sua vida, com até 5 fotos, para o e-mail: leti.antropo@gmail.com


Quem vê essa gatinha amarela com a carinha do gatinho do Shrek jamais imaginaria o susto que ela passou quando criancinha.

Eu estava em casa jogando joguinhos no pc, quando ouço um grito desesperado.  saio como uma maluca para fora da casa imaginando que alguma criança estivesse em perigo... e estava ...n ão uma criança humana mas sim uma criança felina!

Peguei uma lanterna do meu marido, sabe se la como achei aquela lanterna, comecei a procurar dentro de uma boca de lobo, pois escutava uns miados muito altos vindo do bueiro.

Procurando bem, avistei uma gatinha amarelinha IMUNDA dentro da boca de lobo! Não tive duvidas! Deitei no meio da rua, coloquei metade do corpo para dentro do buraco da boca de lobo e consegui alcançar a gatinha que estava assustadíssima e faminta!

Quando peguei-a nos braços, enrolei-a numa toalha e ela logo tentou mamar no meu braço! Percebi que ela tava morrendo de fome! 
Levei ela pra casa, dei agua, comida, limpei ela porque ela estava IMUNDA de esgoto!

Cheirosinha e perfumada, meu marido chega em casa e solta a frase que eu queria ouvir:

- Nossa!! Eu amo gatinho dessa cor!!!!!

Foi o necessario para eu dizer:
- o nome dela é Vitoria, para nós Vivi!
e contei o que tinha acontecido e como tinha pego ela na rua. 

Desde aquele dia, essa mocinha amarelinha tenta mamar em mim! kkkkk
Ela não é fofa?!